Atendimento
27 3331-8500

Comissão Própria de Avaliação (CPA)

O que é:

Em 2004, foi sancionada a lei Nº 10.861, que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES, com o objetivo de assegurar o processo nacional de avaliação das instituições de educação superior, dos cursos de graduação e do desempenho acadêmico de seus estudantes.
 
A partir desta lei, foi instituída na Faculdade Católica Salesiana, em 2004, a Comissão Própria de Avaliação – CPA, com a  finalidade de conduzir os processos de avaliação internos da instituição, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais.
 
A criação da CPA reforçou um dos princípios da Faculdade Católica Salesiana, no que diz respeito ao compromisso na implantação e no aprimoramento de uma cultura de gestão participativa, com base em processos avaliativos de desempenho e resultados.
 

Objetivos:

Conforme regime aprovado pelo Conselho Superior, compete à CPA da Faculdade Católica Salesiana do Espírito Santo:
 
- realizar um processo partilhado de produção de conhecimento sobre a Faculdade Salesiana, que torne possível a revisão e o aperfeiçoamento de práticas, tendo como referências o PDI - Plano de Desenvolvimento Institucionale o PPI - Projeto Pedagógico Institucional;

- instalar um sistema de informação e divulgação de dados, ágil e preciso, com a participação dos diferentes segmentos da Faculdade, garantindo a democratização das ações;

- efetivar análise contínua da ação educativa buscando vê-la com clareza, profundidade e abrangência;

- implantar uma cultura de avaliação orientada por um processo reflexivo, sistemático e contínuo sobre a realidade institucional;

- apreciar a missão e o plano de desenvolvimento institucional; a política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação e a extensão; a responsabilidade social da instituição; a infraestrutura física, em especial a do ensino, pesquisa e a biblioteca; a comunicação com a comunidade; a organização e gestão da instituição; o planejamento e avaliação, especialmente os processos, resultados e eficácia da autoavaliação institucional e as políticas de atendimento aos estudantes e egressos.
 

O processo de autoavaliação objetiva contribuir para o levantamento das potencialidades da Instituição, para análise de suas fragilidades e apontamento de sugestões para que sejam discutidos pela comunidade acadêmica e inseridos no planejamento estratégico da Católica, tendo em vista à melhoria do desempenho das suas atividades ensino, iniciação e pesquisa científicas, extensão, responsabilidade social e de gestão.


O processo:

Toda a operacionalização do processo de autoavaliação é apoiada pelo Núcleo de Desenvolvimento Acadêmico (NDA), instituído desde 2010, que é o órgão responsável pelo aperfeiçoamento das atividades didático-pedagógicas e de suporte ao Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação (PPCs). Este órgão também atua no sentido de dar maior sustentabilidade aos trabalhos da Comissão Própria de Avaliação.

A Comissão tem um processo de avaliação sistematizado e instaurado que garante a participação de toda a comunidade acadêmica. Nesse contexto, cada segmento responde a um número específico de perguntas fechadas sobre a qualidade dos serviços prestados por cada setor da Instituição que aquele segmento tem acesso direto no seu cotidiano acadêmico/profissional, conforme mostra o quadro abaixo. É importante salientar que a última pergunta de todos os questionários é aberta, sendo um espaço para que o respondente deixe críticas, elogios e sugestões sobre o tema abordado.


Relatórios:
 

 Anualmente, a CPA envia ao MEC o relatório de autoavaliação Institucional no qual são apresentados os dados da autoavaliação institucional  tendo como base as 10 dimensões estabelecidas pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) e distribuídas nos eixos: Planejamento e Avaliação Institucional, Desenvolvimento Institucional, Políticas Acadêmicas, Políticas de Gestão e Infraestrutura Física.

O  relatório tem como eixo orientador, para o seu desenvolvimento, os tópicos apresentados no núcleo básico e comum, conforme expresso no documento “Orientações Gerais para o Roteiro de Autoavaliação das Instituições, INEP, 2004”, a Portaria 92 de 31/01/2014 e a Nota Técnica INEP/DAES/CONAES nº 65 de 09 de outubro de 2014, além da Lei nº 10861 de 14de abril de 2004 que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (SINAES).

O documento está estruturado conforme orientações da Nota Técnica INEP/DAES/CONAES nº 65 e apresenta os seguintes itens: Introdução, onde são abordados o planejamento estratégico do processo de autoavaliação, os dados institucionais e a composição da CPA que atuou em 2015; Metodologia, onde são descritos os documentos e os instrumentos utilizados para a coleta dos dados, os segmentos da comunidade acadêmica e as técnicas para análise dos dados e divulgação dos resultados; Desenvolvimento, onde são apresentados os dados e a as informações pertinentes a cada eixo/dimensão e o diagnóstico a respeito da Instituição, ressaltando suas potencialidades, avanços e os desafios a serem enfrentados; Sugestões Apontadas, onde são apresentadas as sugestões da CPA para serem analisadas pela comunidade acadêmica e inseridas no planejamento da Católica, tendo em vista à melhoria das atividades acadêmicas e de gestão; Considerações Finais, para apresentação das conclusões finais sobre o processo de autoavaliação.


Composição:


Coordenadora da CPA e Representante do Núcleo de Desenvolvimento Acadêmico (NDA):
Prof.ª Cláudia Câmara de Jesus Weindler 
 
Composição da Comissão Própria de Avaliação
·         Cláudia Câmara De Jesus Weindler – Coordenadora, representante do NDA
·         Marisa Marqueze – representante do NPPO
·         Danilo Camargo Santos – Membro representante dos Coordenadores de curso
·         Elisangela Maria Marchesi – Membro representante dos Coordenadores de curso
·         Marcus Andrade Covre – Membro representante do corpo docente
·         Mauricio da Silva Mattar – Membro representante do corpo docente
·         Vicente de Paulo Colodeti – Membro representante do corpo docente
·         Daniel Halim Sahb – Membro representante do corpo técnico-administrativo
·         Gustavo Fernandes Siqueira – Membro representante do corpo técnico-administrativo
·         Geann Carlos da Costa – Membro representante do corpo técnico-administrativo
·         Mary Zanandréia dos Santos Gambarini– Membro representante corpo discente
·         Maisa Mylena Santos Cruz – Membro representante corpo discente
·         Weliton Adriano Fiorese – Membro representante da sociedade Civil organizada